ClicAraxá.Com - Araxá/MG

O portal de Araxá/MG
Publicidade
Anuncie aqui
Anuncie aqui
Anuncie aqui

IMPLANTAÇÃO DA MANUTENÇÃO PREVENTIVA

manutencao.jpg

IMPLANTAÇÃO DA MANUTENÇÃO PREVENTIVA

 

Para se adotar o método de Manutenção Preventiva alguns fatores dever ser criteriosamente analisados, pois estes fatores serão cruciais para determinar a viabilidade do sistema, sendo assim podemos destacar como fatores importância a possibilidade de implantar uma inicialmente manutenção preditiva, onde só haverá intervenção quando constatar realmente uma necessidade, em relação ao ambiente seguro de trabalho, onde falhas em equipamentos ou instalações podem causar danos ao patrimônio e as pessoas, podemos levar em consideração também as oportunidades de manutenção ou seja, quando o equipamento encontra-se parado, onde há disponibilidade do equipamento para manutenção, vendo que em processos contínuos  os equipamento são de difícil disponibilidade para manutenção vendo que não se admite interrupção no processo.

Para (Filho 2008) é essencial a montagem de um Sistema de Planejamento e Controle de Manutenção, sendo fundamental a identificação dos equipamentos para alimentação do sistema, seja ele manual ou automatizado, obedecendo alguns critérios de identificação, como a previsão de códigos para todas as atividades de manutenção; códigos para todos os equipamentos que serão atendidos, instruções de trabalho ou procedimentos de manutenção, códigos para todas as áreas, e para a apropriação contábil.

Ainda de acordo com (Filho 2008) os equipamentos devem ser classificados quanto sua criticidade, ou seja, dentro de sua importância operacional, sendo assim deve-se usar critério de prioridade na implantação para os equipamentos de maior importância no processo, ou seja, aqueles que não podem falhar, ou onde a falha ou a indisponibilidade operacional causará maiores transtornos ou perdas.

Um ponto muito importante para que a Manutenção Preventiva seja eficiente é a criação de procedimentos e planos de manutenção baseados na área onde eles estão instalados, nas suas características, nas informações e frequência recomendada pelo fabricante, trazendo assim confiabilidade. Trazer confiabilidade é deixar os equipamentos após a manutenção com as mesmas características que ele foi entregue pelo fabricante, garantindo disponibilidade operacional.

Para Xenos (2004), o plano de manutenção é a essência do gerenciamento do setor de manutenção. Portanto, este plano deve ser elaborado tendo como base informações trazidas pelo próprio fabricante do equipamento, e pela experiência acumulada da empresa na operação de equipamentos e processos similares. Este conhecimento deve ser firmado nos padrões de manutenção, que são a origem das informações do plano.

A adoção de ferramentas para análise de falhas é indispensável vendo que as falhas podem acontecer, mesmo quando se tem toda uma estrutura de manutenção.

 Para Helman e Andery (1995) a FMEA é um método de analise de produto e processos que tem como objetivo a avaliação sistemática e padronizada de possíveis falhas, estabelecendo suas consequências e orientando a adoção de ações corretivas.

Lucas Augusto Mota 5106908 (Texto parte do trabalho apresentado a Universidade de Uberaba, na disciplina de TCC)

Últimos Registros

acom-pcp.png

PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO

download (1).jpg

CODIFICAÇÃO E TAGUEAMENTO

musss.jpg

Youtuber gamer ganhou US$ 4 milhões em 2013

7bf2a57baa94686ddfd3aac9e7920a34_large.jpg

Qwerkywriter, a máquina de escrever com USB e Bluetooth

Ver todos os registros
Publicidade